Cidades inteligentes e frotas inteligentes vão liderar o caminho

Cidades inteligentes e frotas inteligentes vão liderar o caminho

As tecnologias de informação e comunicação (TIC) e a internet das coisas (IoT) - variedade de dispositivos conectados à rede - estão a moldar o caminho para as cidades inteligentes. Considere o valor de uma cidade ao criar um desenvolvimento económico sustentável e elevada qualidade de vida, através da excelência nas áreas de economia, mobilidade, meio ambiente, pessoas, vida e governação.

Apresentamos alguns elementos-chave de uma cidade inteligente: A aplicação de uma ampla gama de tecnologias eletrónicas e digitais em comunidades e cidades. Utilização das TIC para transformar ambientes de vida e trabalho na região. Incorporação das TICs nos sistemas governamentais. Práticas coordenadas que unam TIC e pessoas de forma a alcançar a inovação e o conhecimento que estas oferecem.

1. Cidades Inteligentes em ação

Três grandes centros urbanos estão a tornar-se em cidades mais inteligentes:

• Columbus, estado norte-americano do Ohio, Estados Unidos: Em 2017, Columbus associou-se à American Electric Power, criando um novo grupo de estações de carregamento para veículos elétricos. Um acordo usado como preparação para as mudanças contínuas no clima, para intensificar a infraestrutura elétrica, converter frotas de veículos públicos existentes em veículos elétricos e criar incentivos para que diferentes pessoas partilhem as suas viagens nas suas deslocações diárias.

Ao pôr em prática estas ações, a cidade recebeu uma doação de $ 40 milhões do Departamento de Transportes dos EUA e $ 10 milhões da Vulcan, a empresa criada pelo cofundador da Microsoft, Paul Allen.

• Amesterdão, Holanda: As lâmpadas da via pública foram modernizadas para permitir que o município diminua as luzes com base na utilização efetuada pelas àreas pedestres. Os cidadãos podem ainda utilizar uma aplicação, o Mobypark, que permite aos proprietários de lugares de estacionamento poder alugá-los a outros utilizadores, mediante o pagamento de uma taxa. Os dados gerados a partir desta aplicação são utilizados ​​pela cidade de forma a determinar a procura de estacionamento e os fluxos de tráfego.

Medidores de energia inteligentes foram instalados, aplicando-se incentivos para aqueles que ativamente reduzam o consumo de energia. Também a gestão inteligente do tráfego em tempo real, monitoriza o fluxo de trânsito pela cidade. Informação sobre o tempo de viagem atual em determinadas vias é transmitida, permitindo que os condutores optem pelas melhores rotas a serem seguidas.

• Barcelona, ​​Espanha: A implementação de uma 
tecnologia de sensores no sistema de irrigação no Parc del Centre de Poblenou, permitiu que fossem transmitidos dados em tempo real às equipas de jardinagem sobre o nível de água necessário para as plantas.

Foi estabelecida uma nova rede de BUS, com base na análise de dados dos fluxos de tráfego mais comuns, sendo utilizadas principalmente rotas verticais, horizontais e diagonais com vários intercâmbios. Semáforos inteligentes permitem que os autocarros circulem em rotas definidas de forma a otimizar o número de sinais verdes.

Em caso de emergência é inserida na rede de semáforos de Barcelona, a rota aproximada do veículo de socorro, combinando todas as luzes para verde conforme a aproximação do veículo. Uma movimentação só possivel através da combinação de GPS e de um software de gestão de tráfego.

2. Frotas Inteligentes num admirável mundo novo

Os viajantes gastam uma quantidade excessiva de tempo nos seus veículos. De acordo com o Census Bureau dos EUA, um trabalhador demora em média mais de 26 minutos no percurso (apenas ida) para o trabalho. A duração mais longa desde que o Census Bureau começou a medir as deslocações diárias dos Americanos, em 1980. Tempo correspondente a cerca de 12.500 minutos ou 208 horas por ano, afetando a nossa saúde com longas deslocações associadas a maior peso, maior pressão arterial e menores níveis de condição física.

Inovações projetadas para reduzir o tempo em estrada, tanto para passageiros como condutores, estão a inundar o mercado. Até 2025, a Navigant Research prevê que mais de 1,2 mil milhões de veículos a nível global, deverão estar conectados ao ambiente e a outros veículos, através de tecnologias de comunicação integradas e de transmissão, ajudando a reduzir o congestionamento e a poluição.

O aumento de veículos elétricos com tecnologia inteligente continua num momento de forte impulso. Os veículos elétricos têm agora sistemas de navegação que alertam os condutores para as estações de carregamento mais próximas e fornecem atualizações do nível de carga da bateria. Autoridades municipais um pouco por todo o mundo estão a incentivar ativamente o uso de veículos elétricos nos serviços de partilha de veículos de forma a controlar a poluição em cidade.

O Take Autolib, um serviço de carsharing elétrico inaugurado em Paris, mantém uma frota de todos os veículos elétricos para utilização pública, mediante a subscrição e assinatura do serviço, utilizando uma rede municipal de estacionamentos e estações de carga. Os dados de 2016 revelaram que 3.980 veículos verdes foram registados para utilização e que o serviço conta atualmente com mais de 126.900 assinantes registados.

O Autolib oferece 1.084 estações de veículos elétricos na região de Paris com 5.935 pontos de carregamento. Modelos inovadores de partilha de veículos funcionam em sentido único, dado que os condutores não precisam de devolver os veículos no mesmo local da recolha, num funcionamento similar aos modelos urbanos de partilha de bicicletas. A partilha de veículos funcionará como um forte impulsionador na disrupção do status quo.

As frotas vão liderar a condução futura da tão esperada mudança para cidades mais inteligentes. A Navigant Research prevê que o modelo de mobilidade urbana futuro, dependerá tanto do Carsharing como do Ride-hailing. No meio desta mudança construtiva, haverá ainda oportunidades para a condução autónoma - tecnologia que projetará um grande avanço na qualidade de vida e na eficiência para um baixo nível de carbono.

Também as cidades Portuguesas têm feito o seu caminho e posto em prática soluções semelhantes. Saiba mais, sobre como pretendemos acelerar a nossa estratégia de mobilidade e desbloquear novas experiências para os nossos Clientes. Consulte o ALD sharing, uma solução completa de partilha de veículos para empresas.

A mobilidade e a segurança das frotas são e continuarão a ser uma procura multifacetada. Saiba mais sobre o acordo de parceria assinado com a Microsoft para desenvolver mutuamente uma plataforma dedicada de mobilidade inteligente, para soluções de mobilidade sustentáveis, digitais e integradas. ALD Automotive e Microsoft assinam acordo de parceria para desenvolver soluções de mobilidade inteligente